Definindo Objetivos e Metas – Técnica SMART

Alice perguntou: Gato Cheshire... pode me dizer qual o caminho que eu devo tomar?

Isso depende muito do lugar para onde você quer ir – disse o Gato.

Eu não sei para onde ir! – disse Alice.

Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve - retrucou o gato.

(Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll)

Quantas vezes nos vemos assim, tanto em nossa vida profissional como pessoal, não é mesmo? E assim não nos planejamos, não nos organizamos, não sabemos o que queremos e o que esperar da vida. Ficamos reféns do acaso: como não sabemos para aonde vamos, pegamos qualquer caminho para chegarmos a qualquer lugar.

As pessoas podem (e devem) elaborar o seu planejamento estratégico de vida. Através dele poderão conhecer mais sobre si mesmos e sobre os seus objetivos de vida, sobre a sua missão. Para isso podem fazer uso de instrumentos que possibilitem o desenvolvimento de competências que favoreçam o atingimento das suas metas pessoais e profissionais.

E um desses instrumentos, muito conhecido no mundo corporativo, é a ferramenta SMART, que pode nos ajudar a definir metas e objetivos de forma mais eficaz.

Mas antes de entrarmos nesse detalhamento, você sabe qual a diferença entre objetivo e meta?

Objetivo

Pode ser entendido como sonho, o que o motiva diariamente em busca de uma satisfação e realização pessoal ou profissional. No âmbito pessoal, pode ser comprar a casa própria, trocar de carro, praticar uma atividade física, casar e ter filhos. Com relação à carreira, os objetivos se referem a fazer uma especialização, um intercâmbio ou mudar de cargo.

Já no que diz respeito ao ambiente empresarial, um objetivo pode ser a entrega de um projeto importante, lançar um novo produto, aumentar a área de atuação da empresa ou abrir uma filial.

E para alcançar um objetivo, você deve dividi-lo em metas.

Meta

As metas são os objetivos de forma quantificada.

Quando nos referimos a uma meta, consideramos tarefas específicas, que devem ser cumpridas em determinado período, como uma etapa necessária para alcançar os objetivos determinados.

Logo, as metas são as pequenas atitudes que precisam ser realizadas regularmente, seja de forma diária, por semana ou por mês, para atingir ao objetivo proposto de maneira planejada e organizada.

Por exemplo: você deseja comprar uma casa cujo valor é de R$ 500 mil. Para isso, uma das metas é economizar uma determinada quantia por mês, durante dois anos.

Outra meta é conseguir aplicar parte do valor em um investimento de renda fixa. Além disso, você pode criar uma meta para encontrar uma forma de renda extra durante esse mesmo período. Ao cumprir todas elas, você estará muito próximo da realização do seu objetivo.

Então, resumidamente, o objetivo é o que se deseja alcançar, enquanto as metas correspondem às ações necessárias para isso, tendo prazos e responsáveis.

Técnica SMART

Muitas vezes não conseguimos definir com clareza uma meta, ou seja, estabelecemos metas muito vagas, ou não mensuráveis, inatingíveis etc. Para esses casos, uma técnica comum para a definição de metas é a chamada técnica SMART, que diz que boas metas devem ser específicas, mensuráveis, atingíveis, realistas e ter uma data limite para sua realização (do acrônimo em inglês: specific, measurable, achievable, relevant e time-based).

Específica (Specific)

Primeiramente, suas metas não devem ser vagas. Isso ocorre porque o objetivo não é específico o suficiente para ser acionável. Assim, você precisa identificar o resultado desejado e direto de cada meta. Por exemplo, ao invés de “preciso gastar menos”, prefira “quero economizar dinheiro”.

Mensurável (Measurable)

Deve ser fácil aplicar métricas para acompanhar seu desempenho. Portanto, deve ser possível ver se está alcançando a meta, superando-a ou se está ficando abaixo dela. Pelo nosso exemplo, teríamos “vou guardar 1.000 reais por mês”.

Alcançável (Achievable):

Outra característica fundamental das metas SMART é que essas sejam realistas. Pois, isso ajudará na manutenção da motivação o que pode proporcionar um aumento de confiança. Mas tome cuidado para não estabelecer metas impossíveis, que só serão alcançáveis com sacrifícios que você não está disposto a correr.

Por exemplo, se você ganha R$2.000,00 por mês e tem que pagar várias despesas como aluguel, água, luz, transporte, vestuário e alimentação, é muito provável que não consiga cumprir a meta de guardar R$1.000 por mês.

Metas muito difíceis, podem por tudo a perder, porque já que você sabe que não vai conseguir alcançar, acaba abandonando a ideia.

Relevante (Relevant)

As metas precisam contribuir realmente para a realização do seu objetivo. Assim, metas relevantes são aquelas que, quando atingidas, contribuirão para o seu objetivo traçado. Um exemplo errado seria “comprar uma casa” se seu objetivo final é “ser um nômade digital”.

Temporal (Time-based):

Por fim, definir cronogramas para cada meta ajuda a manter a motivação e o foco. Um exemplo seria “guardar R$1.000,00 por mês até dezembro do ano que vem”.

 

Siga a gente nas redes sociais!

Facebook: /pmtotal
Instagram: @pm.total
Linkedin: /pmtotal
www.pmtotal.com.br